quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

Colado na Sua Bunda

Lindo seria dormir
Colado na sua bunda,
Bem na entranha profunda,
Minha lança toda enterrada
Dura, pulsante, molhada,
Liza e escorregadia,
Varando da noite ao dia
Suas carnes mais cobiçadas...
Stein haeger

Um comentário:

Fátima Abreu disse...

Não poderia deixar de dizer, que está muito bem descrito...Parabéns...