sábado, 21 de fevereiro de 2009

Merendando Você


Durante o café,
merendo você,
desjejum que eu furço,
na mesa de bruços,
ancas expostas,
mordidas nas costas,
assim molho o biscoito,
no liquido que escorre,
que a rosquinha torre,
com o calor do coito,
pão-bengala afoito.
Stein haeger

2 comentários:

Laetitia disse...

Palavras tortas
Textos claros
Idéias certas
Para sentidos vagos.

Precisâo nos atos
Cabeça vazia
Gira em torno dela
Apenas minha bocetinha.

Linguas soltas
Perdem-se no ar
Mâos certeiras
Vêm a me açoitar

Nâo ha razâo
Ou pensamentos na hora
Em que metes em mim
Toda sua obra.

unno disse...

excelente!!!! vim pela primeira vez e fiquei supreendido ... MUITOS PARABÉNS!